MEME – As 10 Melhores Músicas de Dor-de-Cotovelo

Memes são correntes populares que, num primeiro momento, atormentam a blogosfera e causam stress em alguns.

Bobagem, apesar do nome “alegre” (pô, não tinha outro nome. MEME é estranho demais) gosto das listas geradas pelos temas propostos.

Por falta de assunto e com preguiça de desenvolver os temas de sempre do blog, resolvi lançar um desafio e propor um Meme para alguns blogs que saberão disseminar, caso interesse, esse assunto tão interessante quanto fútil.

Tive a idéia depois que a vizinha resolveu colocar o som no último volume e ouvir aquelas músicas que, particularmente, não suporto.

Para quem quiser saber o que é MEME, entre aqui.

Então, está lançado o desafio das 10 melhores músicas de dor-de-cotovelo (corno) que você sabe que é ruim, mas sempre ouve cantarolando… e gosta.

Segue minha lista:

10) Convite de Casamento – Gian e Giovani. Caracas. Essa música é a mais loser possível, mas sempre que ouço imagino a cena e lembro de uma antiga paixão que não corri atrás. Trash total.

09) Depois do Prazer – Só para Contrariar. “Tô fazendo amor, com outra pessoa…” Sim, tive uma fase pagodeira e essa introdução enchia o saco na época. Todos temos um passado negro, não é? Pior que sempre me pego cantando essa praga quando rola no rádio.

08) Iris – Go Go Dolls. Tema do filme Cidade dos Anjos, essa música bebe da mesma fonte da composição de Gian e Giovani. Meu irmão sempre tira sarro, pois todas as gravações que fazia em CD ela entrava, juntamente com…

07) Hotel California – Eagles. Maior sucesso da história da banda de uma música só. Ouvia essa música e me imaginava no bendito Hotel da música. Quando me dou por conta, estou lá cantando “Welcome to the Hotel California”.

06) Always – Bon Jovi. Uma música que fala sobre o Romeo que a abandonou e se arrependeu da merda que fez. Depois fica dizendo que nunca a esquecerá. Sucesso absoluto quando tocava no SBT esse disco do velho Jon antes de entrar a programação do canal do tio Silvio. Pior que eu ouvia isso todo dia de manhã, antes de ir para a escola. Viciei.

05) Dormi na Praça – Bruno e Marrone. “Seu guarda eu não sou vagabundo, não sou delinqüente, sou um cara carente. Eu durmi (sic) na praça pensando nelaaaaaa”. Incrível, mas essa música também me remete a alguns acontecimentos pessoais. Nenhum guarda me acordou, mas já dormi numa praça por conta de uma desgraça amorosa.

04) Do seu Lado – Jota Quest. Essa também tem a ver com lembranças. Por sorte, alegres. Músiquinha sem compromissos e que, sim, canto até botar os pulmões para fora. Sem ninguém vendo, é claro.

03) Love of my Life – Queen. Reza uma lenda caseira que, quando eu tinha entre 3 ou 4 anos, chorava quando ouvia essa música. Sei lá, minha mãe é cheia dessas coisas e eu não lembro de nada. É verdade que toda vez que ouço essa música ela mexe comigo. E Queen é Queen, não é verdade?

02) November Rain – Guns N’ Roses. Um dos clipes mais caros da história e a música mais dor de cotovelo que já ouvi. O cara endeusa e corre atrás da mulher a música inteira, para depois, que não arruma nada, esnobá-la. Foda que adoro essa música, melodia, entre outras coisas que só essa música lembra.

01) Still Loving You – Scorpions. Um dos hinos dos bovinos de plantão. Metal farofa ao extremo. Essa é aquela que tenho o DVD, coloco essa faixa e fico lá “Still loviiing youuuuuuuuuuuu”. Na letra, o cara quer a mulher de qualquer jeito e não desgruda, fica lá tentando, tentando… Não tenho lembranças ou coisa parecida ligada a essa música, mas está no primeiro posto simplesmente porque gosto mesmo. O solo, a melodia e… a letra são irados. Os caras mandam bem demais.

Se pudesse colocava aqui uma lista de 50, mas cheguei a essa lista eclética que resume bem o tema proposto. Vale uma menção honrosa para I’Il Be There for You, também do Bon Jovi, One, do U2, Wind of Change, também do Scorpions, Pense em Mim, do Leandro e Leonardo e Girassol, do IRA!.

Seleciono para continuar a brincadeira Salatiel (Laranja Mecânica), Anna Ingrid (Caderno Insone), Camilo (Tudojuntomesmo II), Viviane (Tudo a Declarar), Dani (Relaxei Demais), Ian (Enloucrescendo) e Rodrigo (Milhouse).

Selecionei sete porque gosto do número e também para agregar o maior número de pessoas que julgo que possuem gostos e preferências totalmente diferentes.

Mãos à obra!

Bolão Brasileiro 2007 – Resultados 22ª Rodada

Rodadinha boa para o Frank, apesar de ter tido uns altos e baixos.

Chega de enrolação e vamos aos resultados:

Paraná Clube 2 x 1 Cruzeiro. 2×2. Realmente, o Josiel matou a pau, mas só ficou no empate. Bom para o tricolor.

Juventude 1 x 2 Goiás. 2×1. Esses times pipoqueiros são fogo. Só para dar sobrevida ao Juventude.

Figueirense 2 x 0 América-RN. 3×1. Grande Mecão. Recorde de derrotas seguidas na era dos pontos corridos.

Botafogo 1 x 1 Flamengo. 1×1. Na mosca! Viraram compadres mesmo.

Palmeiras 0 x 2 São Paulo. 0x1. Viva o Tricolor!

Atlético-MG 0 x 0 Corinthians. 5×2. Auhuhauhauhauhauhuhauhauhauhauhauhauha (2x)

Internacional 2 x 1 Fluminense. 1×4. O que aconteceu no Beira-Rio?

Sport 1 x 2 Grêmio. 2×0. Tirando o Juventude, os gaúchos se deram mal nessa rodada.

Santos 3 x 1 Atlético-PR. 3×1. Na mosca. Mas quase que o Santos roda.

Vasco 3 x 0 Náutico-PE. 4×1. Podia valer o saldo…

Se o médico disser: fique em casa! Obedeça

Agosto é conhecido como mês do cachorro louco, também é conhecido como mês de grandes zicas, tragédias e momentos na humanidade que fazem o planeta ter vergonha de si mesmo.

No meu caso, é sempre o mês em que me fodo, com o perdão da livre espontânea palavra de baixo calão. Se for no fim do mês então, é melhor nem sair de casa.

Pois é, como não sei obedecer aos sinais do destino e nem recomendações médicas, como a do senhor doutor me recomendando descanso e remedinhos que dão sono, pois desde terça-feira estou com uma virose que me fez verter água e colocar para fora, seja por cima ou por baixo, tudo que consumia, foi melhorar um pouco que resolvi dar uma saída.

Pior merda que fiz.

Para ir até ali (o famoso ali) e fazer uma fezinha na mega-sena e pagar umas contas, resolvi ir de carro. Claro que o carro não é meu, mas como já estava autorizado que eu podia pegar, fui lá de kadetão descer a ladeira e esticar um pouco a canela.

Eis que, na hora de entrar num beco para estacionar o dito cujo, uma anta de Brasília resolve sair, sem seta, mão ou a bunda, indicando que sairia da vaga. No reflexo, desviei dele e, por estar num beco, acertei um corsa. Parado.

Na hora pensei a famosa expressão que todo mundo pensa nessas horas: “MEERDA. ME FUDI”. Desci para ver o estrago e, no Kadett, uma lanterna para o reino dos céus das lanternas e um pára-choque avariado. Olho o corsa, que parece ser de 94, 95 ou 96 e vejo que, o motorista, que estava dentro, além de ter um beiço inchado por ter acertado o volante, perdeu uma lanterna, um pára-choque, um pára-lama, a grade central, o capô, além de ter que morrer com a pintura.

Depois, a burocracia de sempre: toca para a DP, fazer o BO, chá de cadeira, pago tudo (vou fazer extra na Augusta, só assim) e vamos para casa.

Espero o Vagner chegar, esperando a fúria em pessoa.

Ele chega, pergunta quem bateu o carro e… tranqüilo, pergunta se está tudo bem comigo, que bom que não aconteceu nada e, a lanterna, paga outra. Mais normal, fala que sou um cabaço, bem feito que vou pagar o prejuízo e me zoa.

Como sempre.

Lembro porque sou amigo desse cara.

Daqui a pouco irei descobrir o tamanho da trolha que terei que arcar. Já posso esperar algo com areia, limalha de ferro e que irá me ferrar, no mínimo, uns 6 meses.

Por causa do nervoso, botei todo o almoço e café da tarde para fora de novo. Meu estômago está uma porcaria e minha cabeça arde que é uma beleza.

Baladas, descidas constantes ao litoral, kart, barzinhos com cerveja, planos, entre outras coisas, serão adiadas mais uma vez.

Ah, se eu ouvisse o médico…

Sobre o BlogCamp

Com certo atraso, é verdade, mas não podia deixar de comentar sobre o BlogCamp, realizado no último fim de semana aqui em São Paulo.

O evento foi formidável. De altíssimo nível. Os debates, organizados no estilo dos famosos BarCamps em que as palestras são feitas pelos próprios participantes sem nada agendado, foram bem distribuídos e disputados pelas dependências do prédio do Gafanhoto.

Infelizmente não pude comparecer aos debates do domingo, por ter que descer para o Litoral.

Lamentável, como disse o Edney, do Interney, o fato de ainda não estarmos preparados para um evento com tanta anarquia assim, tanto que no segundo dia foram adotados um pouco de controle e ordem para organizar a entrada e saída do prédio.

Dominado pelos debates sobre a monetização dos blogs e também por possíveis processos e ameaças que os blogs venham sofrer, o que me prendeu mais a atenção foi o debate sobre o papel dos blogs como veículo de comunicação, entrando na pauta sua importância como ferramenta educacional para despertar o senso crítico e o fato de atrair a comunidade das lans, que usam em sua maioria Orkut e Messenger, para a blogosfera. A polêmica do Estadão também foi bem discutida dentro do evento.

Sobre a monetização, todos foram unânimes em concordar que primeiro é preciso conquistar leitores, para depois começar a ganhar dinheiro com isso. Também chegaram a comum acordo que é necessário uma certa dedicação para deixar o blog atrativo, explorando o potencial de ferramentas como feeds, XML, trackbacks, entre outras coisas, que podem fazer o blogueiro desistir de postar conteúdo, depois de fuçar em tudo isso.

O mais importante é que conheci gente legal, curiosa e que também está desbravando nesse meio que ainda está crescendo. Gente como Cardoso, Jeff, Rodrigo Milhouse, Doni, Lady Bug, Sidney. Ian, Vitor, Cazé (ele mesmo, em pessoa), Cobra, Manoel, Luli , entre outros que, infelizmente, não me recordo o nome.

Tomara que não demore muito para ter o próximo evento, pois vale a pena prestigiar.

Bolão Brasileiro 2007 – Palpites 22ª Rodada

Agora sim. Diminuí para seis pontos a diferença que separa o Frank e eu no Bolão. A rodada que começa hoje será o divisor de águas que vai mostrar se a reação é fogo de palha, ou apenas o começo da virada heróica.

Então é hora de caprichar nos palpites e vamos que vamos.

Paraná Clube 2 x 1 Cruzeiro. E dá-lhe Josiel, palpite feito mais com o coração do que com a razão.

Juventude 1 x 2 Goiás. O Goiás paraguaio subindo e o Juventude em contagem regressiva para a série B.

Figueirense 2 x 0 América-RN. Hoje o bônus é dos catarinenses.

Botafogo 1 x 1 Flamengo. Na dúvida, empate.

Palmeiras 0 x 2 São Paulo. É o jogo do duplo. Pelo sim, pelo não, vou de tricolor.

Atlético-MG 0 x 0 Corinthians. Jogo que vai passar na TV. Com esse resultado a Globo escolhe melhor o que passar.

Internacional 2 x 1 Fluminense. Colorado ganha sem sustos do instável Tricolor carioca.

Sport 1 x 2 Grêmio. Grêmio, de virada.

Santos 3 x 1 Atlético-PR. Peixe atropela o rebaixável ventinho.

Vasco 3 x 0 Náutico-PE. Bônus para os cruz-maltinos.

Musa do Metrô – Edição Especial

Não é uma Musa do Metrô – está mais para uma Musa do Busão ou Lotação – mas a história é bem legal.

Escrito, redigido e revisado por Camilo Castelo, diretamente do blog-amigo-vizinho TUDOJUNTOMESMO II

Eu trabalhava em Pinheiros e tomava o ônibus na Henrique Schaumann pra ir pra casa. Logo que o ônibus entrou na Cardeal eu a vi. Como eu sou péssimo pra descrever as pessoas, vamos resumir: a moça era parecida com a atriz Débora Falabella, só que mais… ahn… atraente fisicamente.

Ela estava sentada naquele banco mais alto sobre o eixo traseiro, à janela, no lado direito do ônibus. Ao seu lado um sujeito muito grande dormia. Um conhecido meu sentado no banco em frente pegou minha mochila e eu fiquei em pé por ali. De repentemente (sic), o sujeito dormindo deitou a cabeça no ombro da moça e… continuou dormindo. Ela deu um chega-pra-lá com o ombro e o sujeito, sem acordar, se afastou um pouco para logo em seguida voltar a posição anterior.

Foi então que ela olhou para mim e eu sorri. Ela sorriu também e repetiu o movimento de repelir o grandão, sem resultado, mais umas duas ou três vezes.A cada tentativa ela olhava pra mim e sorria. Até que o cara a deixou em paz.

Nisso a gente já estava próximo à Eusébio Matoso. Eu olhei para o Shopping Eldorado, em seguida para ela, para o Shopping, para ela… Quando passávamos em frente ao benedito cujo, ela é quem fez o shopping-você-shopping-você. Demoramos, perdemos o ponto.

O cara que levava minha mochila não tinha percebido que eu estava ocupado (hehehe!) e puxou papo comigo sobre sei-lá-o-que e desembestou a falar. Ela percebendo minha má-vontade para com o cara só sorria.

Quando chegamos no Caxingui – íamos pela Francisco Morato – eu olhei lá pra frente como quem procura ver o Shopping Butantã. Em seguida olhei pra ela, ergui as sobrancelhas e pisquei. Ela repetiu meus gestos e fez que sim com a cabeça.

– Aê, mano. Deixa eu pegar minha mochila que eu vou descer no próximo. Valeu, hein? – falei pro conhecido.

Assim, sem termos trocado uma única palavra “falada”, ela se levantou e desceu do ônibus comigo. Fomos ao shopping, conversamos e tals.

Depois disso não a procurei mais. Sei lá, não rolou.Além disso, eu era muito sossegado pra querer algo com uma moça com um filho pequeno, recém-separada e – o pior de tudo – que ainda morava na casa da ex-sogra.

Bolão Brasileiro 2007 – Resultados 21ª Rodada

Segue o resultado da última rodada do bolão:

Internacional 2 x 1 Atlético-PR. 1×0. Roubado, mas deu Colorado.

Corinthians 1 x 0 Cruzeiro. 0x3. Deu até pena. Para variar, pensam que mandando o técnico embora dá jeito. Ali, nem com reza. rs

Fluminense 1 x 1 Grêmio. 1×1. Na mosca.

Atlético-MG 2 x 1 Botafogo. 1×2. Acertei o resultado.

Paraná Clube 2 x 0 Juventude. 3×1. O Juventude já era mesmo.

São Paulo 2 x 0 Náutico-PE. 5×0. Até que enfim o SP resolveu jogar para valer.

Figueirense 1 x 2 Palmeiras. 1×2. Na mosca também. Verdinho subindo.

Flamengo 2 x 1 Goiás. 3×1. Por um.

América-RN 1 x 1 Santos. 1×4. Zebra com o América virou utopia.

Sport 3 x 1 Vasco. 0x0. Jogo chato.

Bolão Brasileiro 2007 – Palpites 21ª Rodada

Como o fim de semana chegando, nada como os palpites em cima dos jogos do campeonato Brasileiro.

Sem delongas, seguem os prognósticos:

Internacional 2 x 1 Atlético-PR. Sem sustos. Dá Colorado.

Corinthians 1 x 0 Cruzeiro. Com sustos. Dá timinho.

Fluminense 1 x 1 Grêmio. Jogo bom, mas fica no empate.

Atlético-MG 2 x 1 Botafogo. Fogo apagando aos poucos.

Paraná Clube 2 x 0 Juventude. Se tivesse um duplo, jogaria aqui.

São Paulo 2 x 0 Náutico-PE. Tranqüilo também.

Figueirense 1 x 2 Palmeiras. Verdinho chegando a vice-líder.

Flamengo 2 x 1 Goiás. No sofrimento rubro-negro.

América-RN 1 x 1 Santos. A zebra da rodada está aqui.

Sport 3 x 1 Vasco. Vasco só manda em São Januário.